Entrar em uma loja e ouvir uma boa trilha sonora pode fazer toda a diferença para o cliente na hora da decisão de compra.

Uma música ambiente agradável, que condiz com o perfil do público e com os produtos vendidos, pode ser a grande responsável pelo tempo de permanência no estabelecimento, aumentando as chances de retorno do cliente ao estabelecimento.

O post de hoje apresentará algumas dicas para montar uma playlist para o seu negócio. Continue a leitura e aprenda quais gafes não cometer e como aumentar suas vendas com a música ambiente!

A importância da música ambiente para seu negócio

Uma boa escolha das músicas ajuda no marketing sensorial. Essa técnica consiste, basicamente, no estímulo dos cinco sentidos do comprador, despertando nele um desejo de compra e deixando-o mais confortável.

Apesar de ser um atributo muito importante, a música ambiente é muitas vezes desprezada pelos empresários, que geralmente optam por playlists ou canções ruins, que podem até mesmo atrapalhar o processo de compra do cliente.

Confira algumas dicas para ter sucesso em seus negócios incluindo música ambiente em seu empreendimento.

Atenção ao volume

A música pode criar um ambiente agradável mas também pode afastar os consumidores se trabalhada de forma errada. O volume tem que ser adequado ao público-alvo, seus gostos e aos tipos de produtos comercializados na loja.

Além disso, é ideal que os vendedores não tenham que aumentar muito o volume de suas vozes para conversarem com o consumidor, porém, isso depende muito do público-alvo, afinal os jovens, por exemplo, normalmente estão acostumados com locais mais barulhentos.

Conheça o seu público

A pessoa responsável pela música ambiente deve conhecer bem a loja e o seu público, para optar por canções que estejam em sintonia com a marca e seus clientes. De nada adianta montar uma playlist cheia de músicas adoradas por jovens, mas desconhecidas por adultos se o seu público-alvo é composto por pessoas dessas duas faixas etárias.

Elabore a playlist adequada

Um erro comum e muito cometido por algumas empresas é o uso de playlists repetidas ou até mesmo de rádios AM ou FM.

Uma trilha sonora que se repete pode se tornar cansativa para os clientes e acabar repelindo-os da loja, enquanto as estações de rádio podem ser muito ecléticas e, ocasionalmente, a veiculação de propagandas dos concorrentes pode vir a acontecer, o que vai impactar negativamente a experiência do seu consumidor e as suas vendas.

Atente-se à questão dos direitos autorais

De nada adianta criar uma trilha sonora cheia de músicas que estão fazendo sucesso e não pagar por direitos autorais, resultando em uma ocasional multa para o estabelecimento.

Essa taxa varia de acordo com o tipo do negócio, região onde ele se localiza e até mesmo frequência de uso das canções, então procure se informar mais sobre o processo antes de elaborar a playlist do seu estabelecimento.

A música ambiente da sua loja pode influenciar muito na experiência do cliente, fazendo com que ele se sinta mais confortável e preparado para comprar o seu produto. Trabalhar bem o ponto de venda é uma ótima forma de turbinar suas vendas.

Quer conferir outras formas de aumentar as vendas? Veja 7 dicas de sucesso para conquistar a satisfação dos clientes e melhore mais ainda o seu empreendimento!